Médico-Veterinário ou Zootecnista, você sabe descartar seu lixo?

De acordo com relatório da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), a agricultura e a pecuária são os que mais utilizam produtos plásticos, com 10,2 milhões de toneladas por ano, enquanto a pesca e a aquicultura usam 2,1 milhões e a silvicultura, 200 mil toneladas. O médico-veterinário e zootecnista são parte integrante no processo contra a poluição plástica. A maioria desses materiais demora mais de 100 anos para se decompor e, dependendo do produto analisado, pode chegar a 400 anos.

É preciso alcançar um ponto de equilíbrio entre os custos e os benefícios que o plástico proporciona e, apesar das dificuldades, repensar possibilidades de substituição, além de reduzir, reaproveitar e reciclar sempre que possível. DESCUBRA MAIS SOBRE O ASSUNTO. Arrasta para o lado. Conhece a Cartilha Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde Animal Simplificado (PRGSSA) do CFMV Ela tá lá no #portalCFMV. Espia lá! O material orientar os médicos-veterinários sobre a legislação ambiental relacionada à Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305-2010) e as boas práticas de manejo de resíduos nos estabelecimentos prestadores de serviços em saúde animal. O tema “Soluções para a poluição plástica” foi escolhido pelas Nações Unidas para celebrar o Dia Mundial do Meio Ambiente 2023 (5-6). A data visa incentivar a conscientização e ação mundial em prol do meio ambiente. Médicos-veterinário ou zootecnista cumpra com sua responsabilidade socioambiental e sanitária, fazendo a sua parte em prol do desenvolvimento sustentável!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *